História

Published on dezembro 30th, 2015 | by ES1

0

Fabricante em enfoque: Dragon Models

A Fabricante em enfoque esta de volta e dessa vez trazemos uma marca reconhecida por precisão, complexidade e fineza nos detalhes. Poderíamos estar falando de Tamiya ou Fujimi…Talvez da Aoshima.Fabricante em enfoque - Dragon

Mas essa marca é chinesa, tradicionalíssima e especializada em militarias(especialmente alemãs) e ultimamente ela tem se esmerando em action figures. Sim, amigos leitores: falamos da Dragon Models Ltd ou DML!

Fabricante em enfoque - Dragon

A sede da Dragon Models. Bem humilde, contrastando com o alto nível dos produtos que ela se propõe a oferecer.

Nascida em 1987 como co-irmã da importadora/distribuidora UML, a Dragon tinha uma missão clara: oferecer ótimos kits de produção própria para o mercado e entrar em acordo com concorrentes para alcançar novos mercados.

Lançando-se inicialmente como fabricante de militarias na 1/72, logo ela estava classificada como uma marca voltada para modelistas experientes, pois sua contagem de peças sempre era superior à média da concorrência e sua engenharia sempre foi intrincada. Mesmo os moldes mais antigos ainda são aceitáveis para os padrões de hoje!

Fabricante em enfoque - Dragon

Modelistas brasileiros podem contar com alguns dos itens da Dragon para reproduzir veículos usados pelas nossas Forças Armadas!

Além do detalhamento e da complexidade, a Dragon começou a oferecer amenidades que outras fabricantes só ofereciam em escalas muito maiores, como o uso de Photo-etcheds em modelos 1/72. Hoje, inclusive há acordos entre Dragon e Lion Roar para a produção de peças de latão para os kits da Dragon pela última. Por falar em acordos, a Dragon tem trabalhado muito sua diplomacia  pois ela tem acordos com a Italeri e Revell, além de possuir representações nos EUA.

Além do latão usado para detalhamentos externos, não raramente a DML usa metais em diversas outras partes do kit como canos de canhão, contra-pesos, rodas, braços de suspensão, correntes, antenas, munições… Até mesmo eles tiveram a controvertida idéia de usar carrocerias de metal em alguns blindados para aumentar a sensação de peso como no caso dos CLAnfs 1/72.

Como a complexidade dos kits estava ficando muito alta, restringindo ainda mais o mercado dos modelos 1/35, a DML resolveu se reinventar através dos Smart Kits que são itens com menos(ou nenhum) PE, mas que são menos trabalhosos de montar e apresentam resultado indistinto da linha comum multimídia do produtor chinês.

Outra inovação  interessante foi a linha  de produtos 3-em-1 geralmente na 1/35 que, conforme o nome diz, vem com peças para montar (alternativamente) 3 versões de um mesmo assunto.

Outro diferencial eram algumas soluções encontradas como as lagartas Magic Track que, embora não sejam novidade(no fim das contas, muita gente vende kits com lagartas link-by-link) tinham uma diferença importantíssima para o prazer do modelista: os elos já vinham separados numa sacolinha, poupando-nos da enfadonha tarefa de tirar as peças da árvores e lixá-las individualmente. Enquanto muitos fabricantes usavam(e usam até hoje) lagartas de vinil, que ficam enrijecidas e quebradiças demais com o tempo, além de não pegar bem tinta e cola, a Dragon oferecia as inovadoras DS tracks que eram desenvolvidas através do cruzamento químico do vinil com o poliestireno, obtendo-se peças mais delicadas, melhores de manuseio e com maior adesão de tinta, cola e verniz. Finalmente os modelistas podiam contar com esteiras para suas militarias que não fossem grosseiras com as de vinil e nem tediosas de montar como as link-by-link comuns. Hoje aparentemente essa tecnologia foi repassada de alguma forma para a vizinha ModelCollect.

Fabricante em enfoque - Dragon

Lagartas DS são híbridas entre poliestireno e vinil. A Dragon conseguiu chegar numa fórmula que agradasse os modelistas que queriam mais praticidade sem sacrificar o resultado final, conforme é visto no caimento das esteiras do Ha-Go 1/35. Quem anda usando lagartas parecidas em seus kits é a Modecollect que deve ter entrado em acordo com a Dragon para disponibilizar esse material para alguns de seus kits como o T-90A

Mas nem só de militarias vive a Dragon. A partir de 1997 ela sofreu uma severa diversificação em seu catálogo que passou a contar com as séries que a Fabricante em enfoque mostra a seguir:

  • Dragon Plastic Models – linha principal de kits, compreendendo as sub-séries:
    • Imperial – Apenas 3 kits compõem essa série na 1/35, sendo todos de armas auto-propulsadas alemãs da IIGM;
    • Warbirds – A série se subdivide por escalas partindo da 1/200 e indo até a 1/48 reproduzindo majoritariamente itens alemães(alguns raros) como o Mistel 5, Ta-154 Moskito, Me-110 Dackelbauch e Ar-234P. Alguns modelos de outros países e épocas também podem ser vistos, como o P-38 Pathfinder, o Chengdu J-20, PANAVIA Tornado F.3 e o Lockheed U-2;
    • Panzer Corps – modelos na 1/144 com predominância de kits alemães, especialmente da IIGM, indo de Pz.38(t) até Sturmtigers, passando por temas ferroviários, como os Platformwagen, Leopold… Também há itens modernos, como os M113, Challenger e Leopard;
    • Military –  Militarias 1/35 e 1/72 que englobam basicamente veículos ocidentais, indo do M51 Ihserman até o M60 Patton, passando por diversos sets de figuras. Há algumas raridades, como o M270 MLRS americano e o M65 Atomic Annie, bem como variantes incomuns do Churchill e Sherman. Com um pouco de sorte e garimpo, até os fãs de militarias russas podem achar algo muito legal aqui como os T-34 com blindagem de tela, usados em Berlim. Fãs de militarias brasileiras também podem achar aqui o famoso CLAnf, dos fuzileiros com diversas versões disponíveis;
    • Firearms – Aqui temos 2 modelos de armas: o fuzil M14 e a Glock G17 com 1/3 do tamanho e várias partes funcionais para montar;
    • WWII Military – é a cereja do bolo com mais de 500 itens diferentes na 1/35 apenas. Se você procura um kit de algum veículo obscuro alemão, é quase certo de que irá encontrá-lo aqui. Protótipos, Entwicklungsfahzeuge, Beobachtungswagen, tanchenpanzer, Flammpanzer… Esses nomes mais exóticos certamente estarão aqui. Mas os aliados não foram esquecidos e a variedade de Shermans também é grande, indo dos M4 originais, passando pelos M4A4 exportados, os Sherman Mk.III ingleses, os Easy 8 e os Fireflies. Também há kits inéditos como os M103 e os T1 Heavy/M6, além de caminhões, tratores e figuras na 1/35;
    • Warships – Nas escalas 1/350 e 1/700, há um bom sortimento de itens, com o peso para a Marinha dos EUA. Embora haja itens comuns, como os porta-aviões de escolta da IIGM, cruzadores de batalha alemães(ainda que MUITO mais detalhados), o que pode chamar a atenção é aparecimento de kits menos conhecidos como as conversões AEMSS dos destróieres da classe Spruance, que foram os predecessores dos AEGIS montados nos Arleigh Burkes. Há também o Ark Royal moderno, cruzadores nucleares russos, porta-helicópteros americanos, combos temáticos, fragatas OHP, o novíssimo Zummwalt, destróieres britânicos Tipo 42 ou os raros Charles Adams americanos;
    • Aerospace – aqui temos uma bela homenagem àqueles que participaram da exploração do espaço durante a Guerra Fria com reproduções de naves do programa Apolo, Gemini e Soyuz. As cerrejas do bolo são os foguetes Saturn V 1/72 carregando, ou a Skylab ou a Apollo 11;
    • Airliners – Aqui, basicamente temos só a variação de um mesmo tema, que é o Boeing 747 em 4 versões diferentes na 1/144 que englobam a aeronave oficial dos governos dos EUA e Japão, Air China e NASA e
    • Warriors – Infantaria alemã da IIGM alternando-se entre Wehrmacht, Panzerwaffe e Waffen-SS.
  • Action Figure – Figuras acabadas 1/6. Aqui temos desde elementos históricos, como Átila, passando por soldados de diversas nações da IIGM(Itália, Alemanha, EUA, Commonwealth, URSS…), Vietnã, Forças Policiais de Elite e elementos de séries, filmes e jogos(Star Trek, MIB, etc..). Eu já falei que eles têm o Sherman, o Pz.Kpfw.II, a Flakvierling e o Kübelwagen nessa escala?
  • Dragon Armor – modelos acabados em escala 1/35 e 1/72 abordando modelos da IIGM e modernos, focando em colecionadores e wargamers.
  • Wings Airliners – modelos acabados em 1/400 de aviões comerciais do mundo todo, incluindo versões da VARIG e Ocean Air brasileiras. Há sets com terminais aéreos e outros pacotes combo de avião + pista.
  • Warbirds – modelos acabados de aviões em várias escalas(1/400 até 1/72) englobando protótipos como o X-3 Stiletto, X-15, Bell X-1, XB-70 e aviões de produção como Me-109, F6F, P-51, C-5, Vulcan, B-1B, KC-10, C-130, F/A-18…
  • Wings Space Series – modelos acabados de espaçonaves de diversos países, como os Ariane europeus, HII japoneses, CZ-2F chineses, Saturn e ônibus espaciais americanos, fechando com o Soyuz russo. As escalas vão de 1/400 até 1/48.
  • Project Cutaway – modelos acabados que exibem o interior na 1/144. Atualmente, só há o Boeing 747 e os veículos espaciais do projeto Apolo.
  • Firearms Series – modelos acabados da G17 e do M14 com diversas áreas funcionais na 1/3.
  • Action Hero Vingnette – Figuras snap pré-pintadas que vêm com base para dioramas, inspiradas em filmes como Os Vingadores, Batman e o Os Guardiões da Galáxia todos em escala 1/9.
  • Modelos 1/9 – Aqui vemos, basicamente, o mesmo da série acima, só que as peças exigem pintura.

Aqui devo abrir um parêntese rápido. Além da Dragon em si, 3 outras marcas fazem parte do conglomerado: UML(já citada, que faz revenda), a Mimo(que trabalha com a série Disney e a Hong Kong Heritage Collection) e a Concord(editora de livros). Assim, as próximas séries não são diretamente ligadas à marca Dragon, mas fazem parte do portfólio:

  • Série Disney(Mimo) – figuras lúdicas do universo Disney(não, não estamos falando de Star Wars), incluindo Minnie, Pato Donald, Mickey, Lillo & Stitch, etc…
  • Hong Kong Heritage Collection(Mimo) – Itens cotidianos da vida honconguesa (esquisito esse termo, não?), como quitinetes, máquinas de costura, utensílios de cozinha, eletrodomésticos e afins na 1/18.
  • Hero Remix – série da UML com personagens de HQ e filmes em proporções caricatas para coleção.

Além da Dragon, também temos uma empresa irmã, que é a Cyber-Hobby. Eles oferecem produtos com os mesmos moldes, mas com combos(chamados de Value Pack) ou com versões 3-em-1 de itens que não são oferecidos pela Dragon. Ainda há itens totalmente exclusivos como a montagem do Sturmkanone sobre o Pz.Kpfw.I, a Flak37 sobre o Pz.Kpfw.IV, os BRDMs soviétivos e o Maus com infantaria!

Fabricante em enfoque - Dragon

Em qualquer esquiva você acha um Panzer I ou um StuGIII na 1/35. Mas onde você acharia um Pz.I com canhão de 75mm ou a versão lança-chamas do StuG?

Além da série de militarias na 1/35, você pode encontrar combos de aviões civis na 1/400, aeronaves militares na 1/200(como as asas voadoras americanas ou o Tu-95 russo).  Há também aeronaves em escalas maiores, como 1/72, 1/48 e 1/32 onde você pode encontrar itens muito interessantes, como o Westland Sea King AEW, Aichi D3A e Curtiss A25 Shrike. Na parte naval, temos 20 modelos que giram em torno das escalas 1/350 e 1/700 com predomínio da última: cruzadores classes Long Beach e Virgínia, fragatas Amazon inglesas ou os novos LCS da US Navy, além de combos de embarcações russas e submarinos americanos e vice-versa.
Fabricante em enfoque - DragonFechando o portfólio que mostraremos nessa Fabricante em enfoque, a Editora Concord provê material para praticamente tudo o que o Grupo UML lança no mercado, dividindo suas publicações em:
  • Armor at war – livretos de 72 páginas contendo fotos P&B, além de perfis coloridos de blindados que atuaram em conflitos que vão da IIGM até os conflitos do Oriente Médio com intuito de servir de referência para montagem de kits e/ou dioramas. Há edições falando sobre guerra naval também;
  • Warriors – série composta de livros um pouco menos extensos(52 páginas) falando sobre as principais unidades de infantaria que combateram no século XX, focando em organização, personagens importantes e descrição detalhada de contextos e equipamentos. Dos mais de 38 livros, quase todos são dedicados à Infantaria alemã na IIGM, mas é possível achar dados das participações de soldados italianos, japoneses, americanos e soviéticos, bem como livros da IGM e de conflitos mais recentes;
  • Fighting Men – aqui, embora o foco seja semelhante ao da série Warriors, a vastidão do assunto é muito maior, indo para épocas remotíssimas como os Mongóis, as Cruzadas, os Celtas, os Romanos e os Conquistadores. Obviamente, os livros são ricamente ilustrados e trazem razoável quantidade de texto para pesquisa por parte de modelistas, historiadores e re-encenadores;
  • Assault – revista com 3 a 4 assuntos distintos em cada edição, cobrindo veículos e forças militares modernas de todo o mundo, contendo um pôster 1/35 com esquemático de algum veículo abordado em cada edição;
  • Armor at War(Mini Series) – ao contrário da série principal homônima, aqui temos obras falando apenas de veículos modernos de diversos países, com fotos coloridas e um pôster central na 1/35 de cata tema abordado; e
  • Special Ops – aborda as principais tropas de elite do planeta, cujas fotos de infantaria, equipamentos, missões e ambientações são exaustivamente abordadas e explanadas em mais de 64 páginas, cobrindo entre 4 e 7 unidades distintas por edição. Você lerá sobre unidades lendárias como os Fallschirmjäger alemães, os Gurkhas nepaleses, os SEALS americanos, os Jäger austríacos e conhecerá outras unidades muito menos glamurosas, mas nem por isso menos interessantes, eficientes ou letais como as tropas aeromóveis israelenses, os MSU Carabinieri italianos, unidade KCT holandesa(sem trocadilhos) ou tropas de elite de El Salvador!
Como pudemos ler nessa matéria da série Fabricante em enfoque, a história do Grupo UML é absurdamente rica e, se pensarmos que é uma empresa relativamente nova em vista de Airfix, Revell, Tamiya, Hasegawa e Monogram, ela teve uma taxa de expansão grande não só no número de kits, como na oferta de material para os entusiastas, não sendo surpresa alguma o fato de eles terem chegado tão longe. A única coisa que esperamos é uma redução no preço dos itens deles, pois eles valem muito à pena! 😉
Fabricante em enfoque - Dragon

Sherman Mk.III DV inglês, 1/35 com sua imensa riqueza de detalhes que vêm de série. A concorrência em geral tem que apelar para o aftermarket, o que dificulta o trabalho do modelista, pois nem sempre se acha o kit e o set de detalhamento no mesmo lugar. A Dragon/Cyber-Hobby procura eliminar esse problema já oferecendo tudo num pacote. Cada kit deles pode já ser considerado um combo!

Referências

dragon-models.com

https://en.wikipedia.org/wiki/Dragon_Models_Limited

concord-publications.com

http://henk.fox3000.com/dragon.htm


Gostou da leitura? Dê uma passada na Loja da Usina dos Kits, confira dezenas de produtos para a prática do plastimodelismo e adquira já o seu!


Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,


About the Author

Engenheiro de computação formado na UFES e com diversos cursos na área de redes e tráfego de dados, absolutamente louco por carros, aviões, trens, tanques, caminhões, história e estratégia. É o braço técnico da UdK.



Back to Top ↑