Kits

Published on agosto 15th, 2019 | by ES1

0

Novidades da Europa(Agosto, 2019)

Antes de ir para Campinas, cá estamos com as novidades da Europa de agosto, que incluem um Saturn V 1/144, um Porsche 962C, a Benetton B194 e até um VoMAG da IIGM podem ser vistos aqui.

  • Airfix

O aniversário da chegada do homem à Lua, através das missões Apollo também é celebrado pela Airfix britânica com o foguete Saturno V 1/144(A11170) com suas 78 peças e nível 3 de montagem.

A família M4 ganha dois kits na prateleira: o Sherman M4 75mm(curto) Welded Hull com suspensão VVSS. São 55 peças que compõem o kit A01303V da série Vintage.

Os EUA foram os únicos a projetar um caça-tanque com torre de tiro móvel. O M10 foi montado sobre o chassi levemente modificado do M4, dotado de uma torre aberta com uma arma de 3 polegadas e uma metralhadora pesada. Kit A1360, 1/35.

  • Italeri

Com nível 3, o kit 1435 vem com peças para replicar um Hawker-Siddelley Harrer GR.1 1/72 da RAF e decalques para 3 aparelhos britânicos, voados entre os anos de ’69 e ’75, incluindo o aparelho que fez uma corrida transatlântica patroinada pelo Daily Mail. Naquele ano de 1969, eram comemorados os 50 anos da primeira travessia aérea do Atlântico. Os competidores partiriam da Post Office Tower em Londres e terminava no Empire States, em Nova Iorque. Nesse ano, o melhor tempo foi cravado pelo Harrier GR.1 XV741.

Com placas para 4 países, peças cromadas, mangueiras de borracha e mola para a suspensão funcional, a Vespa Primavera de 125cc(nível 3, 4633) aparece na escala 1/9.

O Land Rover de bombeiros 1/24, 3660, vem com decalques para 7 veículos diferentes de países, com Inglaterra, Bélgica, Alemanha e Espanha.

Um dos maiores foguetes do WSC/Grupo C da FIA foi o Porsche 962C, que aparece na 1/24 como kit 3648. Como podem ver no box art, as menções à Rothmans(marca de cigarro) foram suprimidas, mas os decalques historicamente corretos vêm na cartela, para o alívio dos modelistas que prezam a acuidade histórica.

Além da Vespa, também é ofertada na escala 1/9 a Zündapp KS750 com sidecar como kit 7406, nível 5 de dificuldade. Sâo 4 opções de decoração para unidades alemãs operando na URSS, Itália e uma da Luftwaffe.

O Jagdpanther 1/35 vem com decalques para 3 unidades diferentes, operando nos últimos dias do 3º Reich. Para complementar, há 5 figuras de tripulantes inclusas. Código 6564, nível 3.

  • Revell

Rebox direto da ICM, o Fordson WOT61/35 ressurge como kit 03282, com nível 4, 189 peças, pneus de borracha, portas posicionáveis e PEs.

O Plymouth Barracuda, foi um dos mais insanos muscle cars da época de ouro da indústria automotiva americana, competindo diretamente com o Mustang e o Camaro. Como a Ford desenvolvia versões mais hard core do Mustang, como a Boss e a GM contra-atacava com os Z/28 e COPO, a Plymouth pôr o AAR na arena em 1970 para competir em categorias de turismo, como a Trans Am, que corria em circuitos mistos(a NHRA era de arrancadas e a NASCAR, corria em ovais). O AAR tinha várias pequenas diferenças estéticas e uma ptência de 240cv, além de um torque acima de 40kgfm! O kit07664 tem 128 peças, pneus de borracha e motorização completa.

A Benetton Ford B194 chega como um model set contando com tintas, cola e pincéis(código 05689, 1/24). O modelo B194 correu em 1994 e o combo traz decalques para os carros de Verstappen ou Schumacher.

Mais um rebox da ICM, o Ford T 1913 1/24 é o kit 07661, com 114 peças, pneus de borracha e motorização completamente detalhada.

O Cutty Sark também ganha um model set nível 5 em comemoração aos deus 150 anos. O kit vem com as cordas, casco inteiriço, pedestal e um conjunto de peças que contabiliza 164 partes.

Com decalques para dois aparelhos da RAF, o kit 03873(nível 5) vem com 209 peças para representar um Avro Schackleton MR.3 1/72. Ele traz posições de observação e cockpit detalhados, flapes e lemes posicionáveis, baia de armas com portas posicionáveis e hélices móveis.

O MiG-25 RBT 1/72(rebox ICM) aparece como kit 03878, com 146 peças, 2 tanques subalares, decalques para dois aparelhos, leme, flapes e carlinga posicionáveis. Nível 4.

Por último, temos o Me-262A1 1/32. Esse modelo tem uma contagem razoavelmente baixa de peças(211), mas apresenta diversas características interessantes, como a representação dos motores Jumo 004, que podem ser vistas através dos painéis de acesso desmontáveis, os suportes de foguetes sub-alares R4M, 4 bombas ou 2 tanques de combustível. Decalques para 2 aparelhos da Luftwaffe e nível 5.

  • IBG

O canhão francês de 75mm Mle 1897 aparece na 1/35 em duas variantes diferentes: a operada peo exército francês na IIGM, com atualizações feitas em ’38(Mod.1938, foto, 35056) e a polonesa, também usada nesse mesmo período, mas com roda e escudo diferentes(35057).

Modificado a partir do Chi Ha, o Chi-Nu Kai Tipo 3 era um blindado desenvolvido no final da IIGM para defender as ilhas japonesas da esperada invasão americana que jamais aconteceu. Kit 1/72, 72058.

O Ford V3000S ganha mais dois modelos na linha da IBG: o V3000S de carga geral(1/72, 72071) e o V3000SM com Flak38 de 20mm na caçamba(foto, 72075).

O bombardeiro médio PZL37 A Bis I usado pela Polônia na IIGM chega como kit 1/72 com código 720512.

  • RS Models

O Dornier Do-17 1/72 aparece em 4 variantes distintas na 1/72: o M Früh(92027, decalques para URSS e Alemanha), M(opção de decalques para Alemanha e Bulgária, 92023), a P “Westfront”(3 opções de pintura, 92026, foto) e a P(92108, 4 opções de aviões alemães). Seja qual for a sua variante, há PEs e resinas.

  • Special Hobby

SH72338: esse é o código do Curtiss P-40E Warhawk 1/72 com decalques Cartograf para aparelhos da USAAF, China e Australia.

O Lockheed T-33 1/32 chega nas cores da JASDF, Guatemala(foto) e Peru. Além dos kit em si(7 árvores), há peças em resina e PEs inclusos na caixa SH32066.

  • Tarangus

Após um tempo sem novidades, desde o Viggen SF37, agora temos uma novidade de certo peso no mercado: o primeiro SAAB B17. Pros que não sabem(creio que a maioria de nós), foi um bombardeiro sueco de mergulho que foi concebido na IIGM e usado até 1968. Esteve ativo em mãos austríacas, finlandesas, dinamarquesas, etíopes e, claro, suecas. Escala 1/48.

  • Ace

Muito usados nas guerras coloniais, no conflito indo-paquistanês e pelos israelenses, o AMX13 francês era um blindado leve com torre de tiro oscilante que podia ser armado com um canhão principal de 75(no caso da versão desse kit), de 90mm e ainda, mísseis antitanque. O kit 72445 vem com PEs, decalques para 3 países(França, Israel e Venezuela), além de lagartas de borracha.

  • Amodel

Criado para dar um ar de jovialidade e arrojo ao mercado um tanto insosso dos aviões executivos particulares, a Cobalt Aircraft americana oferece uma solução altamente diferenciada, em termos de design e desempenho, o  Co50 Valkyrie com design fortemente inspirado em aeronaves como o caça Kyushu J7W1 japonês: elevadores frontais, motor pusher, com asa recuada e fortemente enflechada para trás. Se não quiser desembolsar os quase 3 milhões para ter um de verdade aqui no Brasil(com impostos pagos), a Amodel disponibiliza esse belo avião em escala 1/72 como kit 72372.

  • Avis

O hidroavião inglês Short S.1 Cockle 1/72 aparece como kit 72031. O S.1 embora não tivesse um desempenho digno de nota, entrou para a história da aviação por ser construído com casco inteiramente metálico, resistente a corrosão.

  • ICM

O conjunto DS3503 traz três kits 1/35 usados pelos alemães na IIGM para terrenos fora-de estrada: o Horch Typ 40(fundo, esquerda), Horch 108(centro) e Mercedes-Benz L1500A.

O Polikarpov I-153 Chaika 1/48 com decalques da China Nacionalista  é o kit 48099.

O combo 35652 vem com a infantaria americana da IGM e o caminhão Standard Liberty 1/35.

O Opel Kadett K38 ganha a versão cabriolimousine na 1/35 como kit 35483.

Usados para transportar a infantaria francesa para a linha de frente na IGM, os taxis parisienses Tipo AG voltam, mas agora, na escala 1/24(24030).

  • Mikromir

O caça pesado Fokker G.1A foi um dos primeiros aviões a usar o conceito de cauda bifurcada, sendo elogiado pelas autoridades no Salão Aéreo de Paris, em 1936. mas o design não era seu único ponto forte: o armamento era arrasador: 8 metralhadoras FN 7,9mm no nariz e uma numa torre traseira para a auto defesa. Some a isso uma baia de bombas interna, e teríamos um rival de peso para aviões como o Yak-4, Me-110, P-38 e Whirlwind. Infelizmente, o fornecimento de motores era insuficiente na época e o G.1 foi equipado com plantas Mercur inglesas, mesmo assim, pôde cravar velocidades acima de 470km/h quando necessário. Sua baixa taxa de construção, no entanto, impediu que o aparelho pudesse ter um impacto mais efetivo. Mesmo assim, diversas células foram capturadas e reparadas pelos alemães após 1940 e usadas em treinos e até combates pela Luftwaffe e Regia Aeronautica. Bom, sobre o kit: 48016, sabe-se que trará decalques para 2 aparelhos holandeses.

  • Military Wheels

O SU-76i não chega a ser um desconhecido para quem lê o nosso blog ou é mais familiarizado com a Frente Oriental da IIGM: tratava-se de um Pz.Kpfw.III capturado com uma super-estrutura nova e adaptação de um canhão F34 de 76,2mm. A versão de comando(que conta com uma cúpula alemã) na 1/72 é o kit 7264.

  • Miniart

O conjunto 35598 traz bombas, tambores, prateleiras, compressor de ar e acessórios de postos de combustíveis alemães nos anos ’30 e ’40. Escala 1/35.

  • Modelsvit

A Modelsvit traz uma versão bem menos conhecida de plataforma do sistema JSTARS(Joint Surveillance Target Attack Radar System – Sistema Conjunto de Radar de Vigilância de Alvo e Ataque) da USAF: em vez do Boeing 707, um Gulfstream G550 1/72(72017).

O protótipo de interceptador pesado MiG E-166 1/72 composto de 111 peças, máscaras de pintura e PEs. Código 72032.

  • Roden

Duas novidades interessantíssimas vêm da Ucrânia. A primeira é o VoMAG 8LR 1/72. Derivado diretamente do transportador de Flak, agora a versão de transporte pesado do caminhão pesado 6×6 alemão ganha as prateleiras. Criado para ser o rei das estradas na Europa, ele performava maravilhosamente nos anos de paz e foi de grande valia durante a IIGM na sua fase inicial, usado para suportar a logística da Wehrmacht na Europa Ocidental e Norte da África. Sua nêmesis foi a frente oriental, quando acabou sendo levado pelos tortuosos caminhos de terra soviéticos, para os quais, caminhões meia-largartas eram mais adequados. O kit 738 vem com motorização completa e coberta de lona replicada em plástico. Decalques para 2 viaturas(frente oriental e africana).

Tentando aproveitar o boom na aviação doméstica que o DC-3 e o Martin 4-0-4 propiciavam no início dos anos ’50, a Convair lançou-se no mercado com o 240, que não deu muito resultado, até que, em 1951, veio o modelo 340, com encomendas militares e civis para diversos operadores, dentre as quais, a Hawaiian Airlines, cujo aparelho N5506K é representado pelo kit 334 na escala 1/144.


Gostou da leitura? Dê uma passada na Loja da Usina dos Kits, confira dezenas de produtos para a prática do plastimodelismo e adquira já o seu!


Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,


About the Author

Engenheiro de computação formado na UFES e com diversos cursos na área de redes e tráfego de dados, absolutamente louco por carros, aviões, trens, tanques, caminhões, história e estratégia. É o braço técnico da UdK.



Back to Top ↑