Kits

Published on janeiro 12th, 2018 | by ES1

0

Novidades da Europa(Janeiro, 2018)

Inverno correndo solto na Europa, mas algumas fábricas permanecem a todo o vapor, enchendo as lojas com novidades que vão desde lançadores de mísseis balísticos, até um dos primeiros helicópteros do mundo. Acompanhe tudo aqui no blog da Usina dos Kits!

  • Revell

Rebox da ICM, o Opel Kadett K38 sedã 1/35 vem com decalques para 2 veículos, vem com capô posicionável e motor completo. Nível 4, 129 peças, código 03270.

Sendo entregue ao Afrika Korps, o Pz.Kpfw.VI começou a provar seu valor em combates em campos abertos no deserto africano. A versão inicial do Tigre, a Ausf.H(03262) recebe uma versão 1/72 com 180 peças e nível 4. Há decalques para dois tanques do DAK e as lagartas são plásticas.

  • Eduard

Com duas opções de decalque disponíveis, o SE5a chega na 1/48 com a adaptação do motor Wolseley Viper. Molde Eduard, série Weekend, código 8454.

O JG54 era uma das unidades relegadas ao Grupo Norte de Exércitos durante a Barbarossa, sendo formados por muitos ases da Luftwaffe. Em sua homenagem, os tchecos lançam um combo(2122) de FW-190 que podem ser montados na variante A5 ou A8(e cada uma tem dois tipos de asas que podem ser escolhidas). Há 6 opções de decalques para decorar os dois aviões na 1/72.

Dois kits da série Profipack apareceram para abrilhantar o nosso mês de janeiro. O primeiro é o Me-109G14 na 1/48. Ele traz opções de empenagem vertical, bequilha e carlinga. Os decalques permitem o modelista escolher entre 4 aparelhos da Luftwaffe ou 1 italiano. Photo-etcheds e máscaras de pintura, estão inclusos no kit 82118.

Fechando, o kit do SPAD XIII 1/48 originalmente da AMK agora está re-embalado e com os devidos upgrades da Eduard:  photo-etcheds e máscaras de pintura. São 4 opções da versão final de produção do caça francês. Item 8196.

  • Niko

A Niko começa o ano com o cruzador pesado HMS Exeter que lutou contra o DKM Graf Spee no Rio da Prata na escala 1/700. O kit é em resina, vem com PEs e traz a configuração de 1939, vindo com dois hidroaviões Walrus.

  • W-Models

Os lançadores de foguetes e mísseis foram especialmente desenvolvidos na época de Kruschev à frente da URSS. O Obj.815  foi desenvolvido como uma plataforma móvel off-road de lançamento de um míssil balístico RT-15 sobre um chassi altamente modificado do tanque pesado T-10M. Com alcance de 2500km, era equivalente ao sistema Atlas dos EUA. Escala 1/72, item WB51.

O chassi Kamaz 8×8 foi escolhido pelo exército russo para ser a base do novo sistema de comunicações digitais de longo alcance R431 Redut-2US. O kit WB52 é 1/72 e traz o central de comunicações, antenas, braços eretores e sapatas de estabilização.

Nos anos ’50, os soviéticos estavam interessados nos super-canhões e construíram alguns modelos tecnicamente interessantes, ainda que impraticáveis no campo de batalha aberto. Além do 2A3 Kondensator-2P de 406mm, eles criaram o 2B1 de 420mm. Para garantir a mobilidade, essa mastodôntica peça de artilharia, capaz de arremessar uma granada de 750kg a 45km foi usada sobre um chassi auto propulsado especialmente desenhado pela planta de Kirov. O problema é que se o canhão já era um monstro, os efeitos do recuo demonstraram ser demais para os componentes do chassi que, conjugado com a pouca mobilidade, a baixa taxa de tiros e o desenvolvimento de foguetes táticos da família Luna, garantiram a aposentadoria do Oka nos anos ’60. O kit WB53 é 1/72 e vem com photo-etcheds.

  • Miniart

O item 35268 já começa para armar até os dentes os dioramas ambientados na frente oriental da IIGM: o set de armas soviéticas automáticas de infantaria traz uma plêiade de armas de fogo. Dentre o conteúdo, destacam-se as metralhadoras Degtyarev DP-28 e DT; as submetralhadoras Shapguin PPSh-43 e -35, a Tokarev PPS e a Degtiarev PPD; os fuzis Tokarev SVT-40(com e sem luneta), além de pás, talheres, cantis, capacetes(M36 e SSh40), granadas de mão(RGD-33, RG-42, F-1 e RPG-43). Escala 1/35, 144 peças.

Com 254 peças, o set de caixas e munições de artilharia é uma muito bem-vinda adição, já que a Trumpeter, Miniart e a Hobbyboss têm inundado o mercado com peças de artilharia de origem soviética de 57mm(ZiS-2), 76mm(F-22, ZiS-3, ZiS-5, M-11, Mod.1933 e Mod.1943), 85mm(52-K, D-5-T, ZiS-S-53, D-44), 100mm(D-10T, BS-3), 122mm(A-19, M-30) e 152mm(Br-2, M-10, D-1 e ML-20). Escala 1/35, 35261.

Pedaços de trilhos soldados entre si a 90º são peças incrivelmente simples de se fazer e altamente eficientes para travar o deslocamento de veículos inimigos. Conhecidos como ouriços, a Miniart traz um conjunto(35579) composto de 36 peças, que podem ser usadas para criar até 12 desses formidáveis obstáculos.

Realmente janeiro é o mês dos dioramas para a Miniart: o conjunto 35578 traz bomba d’água manual com diversos tipos de vasilhas. Escala 1/35, 52 peças.

Nem só de peças para diorama vive o mundo: aqui temos o T-55 Mod.1963 1/35(37057). Com marcações para até 5 países diferentes(totalizando 9 opções), o modelo tem suspensão funcional, lagartas link-by-link, escotilhas posicionáveis e 898 peças no total.

Helicópteros na 1/35 não são necessariamente uma novidade(até porque, já existem o Mi-24, Mi-8, UH-60…). Mas o Flettner Fl-282 V6 Kolibri não se vê por aí com tamanha frequência, o que vale uma atenção toda especial a esse aparelho e sua réplica da Miniart(41001). Esse aparelho foi construído para observação/reconhecimento e foi muito admirado pela Kriegsmarine, que fez diversos ensaios de vôo a bordo do DKM Köln e deveria servir de observadores de longo alcance para a frota de U-boot. O kit traz PEs e 173 peças.

  • Zvezda

Na 1/35, temos o Ural-4320(3654), que dispensa apresentações a essa altura do campeonato. O caminhão 6×6 recebe kit com interior e motorização completa, além de capô posicionável e caçamba de carga comum. São 357 peças ao todo.


Gostou da leitura? Dê uma passada na Loja da Usina dos Kits, confira dezenas de produtos para a prática do plastimodelismo e adquira já o seu!


Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,


About the Author

Engenheiro de computação formado na UFES e com diversos cursos na área de redes e tráfego de dados, absolutamente louco por carros, aviões, trens, tanques, caminhões, história e estratégia. É o braço técnico da UdK.



Back to Top ↑