Kits

Published on maio 11th, 2018 | by ES1

0

Novidades da Europa(Maio, 2018)

De utensílios para o lar até um drone soviético, passando por um T-14 Armata, as novidades da Europa estão a mil!!!

  • Airfix

O Boulton-Paul Defiant e sua insólita configuração de armas todas situadas em sua torreta quádrupla de metralhadoras .303. O kit A02069 é 1/72 e traz decalques para dois aparelhos da RAF(caça diurna e noturna) e é composto por 70 peças.

O Hawker Typhoon Mk.Ib 1/72 é o kit A02041 e vem com decalques para 2 aparelhos da RAF.

  • Heller

Os franceses vieram em peso esse mês com diversas novidades! O caminhão GMC CCKW 353 1/72 é o kit 56996, vindo com tintas e pincéis inclusos.

Ainda no campo da militaria americana, o tanque médio M4A2 1/72 vem com decalques da Divisão Leclerc francesa na IIGM e também vem com tintas, cola e pincel. Kit 56894.

Um autêntico clássico, o Jipe com trailer na 1/72 volta às ofertas como o item 56997. Também conta com material de pintura e colagem inclusos.

O blindado de transporte de pessoal moderno 4×4 VAB também recebe um recheio maior na sua caixa como o item 56898.

O avião de reconhecimento Les Ateliers de Construction du Nord de la France et des Mureaux modelo 117 é o kit 56215, vindo com material de colagem e pintura na 1/72.

O caça Caudron-Renault CR-174 é o kit 56218 na 1/72.

Quem quiser fazer uma vinheta de desembarque na Europa, África ou Ásia com as tropas aliadas, tem que recorrer ao LCVP invariavelmente e a Heller disponibiliza uma versão na 1/72 como o item 56995.

  • Italeri

Quando pensamos em Abarth, geralmente são carros italianos pequenos e ágeis, certo? Mas nem sempre é assim, e o Iveco Stralis Hi-Way Abarth está aí para mostrar essa incomum união. A união entre a Iveco e o time Abarth Scorpione gerou uma série limitada de 124 veículos com uma pintura especial. O kit do Stralis é o 3934, nível 5 e 1/24.

O Lancia Delta HF Integrale de rali com a icônica pintura da Martini é o kit 3658 na 1/24. Decalques para os carros que correram no rali de Monte Carlo, em ’90.

O Lockheed F-35A é o caça multi-função stealth padrão dos EUA e de seus parceiros militares de primeira linha. O kit 1409 é 1/72 e vem com decalques para 5 países distintos(ainda que a pintura seja exatamente igual para todos eles), bombas JDAM e mísseis AIM-120D.

O McDonnell Douglas/Boeing F/A-18C ganha as cores da Força Aérea Suíça quando de sua participação no tradicional Tigermeet em 2016. O kit vem com um bom sortimento de cargas, incluindo mísseis AIM-9, AIM-7, AGM-88 e AGM-84. Escala 1/72, 1394, nível 3.

Se um avião 1/72 é muito pequeno para a sua bancada, que tal um 1/32? O Lockheed F-104G/S Starfighter pode ser a sua solução, afinal ele é um super kit com peças também para a montagem da versão RF-104 também, dando uma grande liberdade de escolha na hora de montar, além de garantir muitas peças sobressalentes. Por falar em peças, photo-etcheds estão inclusos, além de mísseis AIM-9 e AIM-7. Item 2514, nível 5.

O carro antitanque leve M6 foi usado com considerável sucesso no início da intervenção americana na IIGM, sendo composto de um caminhão Dodge WC-55 com um canhão de 37mm na caçamba. O kit 1/35 dessa viatura tem o código 6555 e os decalques podem ser usados para reproduzir 4 carros diferentes do US Army.

O tanque médio italiano P26/40 chega na 1/35 como mais um modelo da série World of Tanks trazendo cola, guia, pôster e códigos promocionais para o jogo online. Decalques para veículos alemães capturados. Item 36515.

Os sets temáticos da Italeri sempre são interessantíssimos para os modelistas interessados em vinhetas. Nesse caso, temos o conjunto necessário para reproduzir a Batalha de Malinava, na Frente Oriental, em julho de 44, ricamente descrita por Otto Carius em seu livro “Tigers in the Mud”. Ao abrir a caixa do item 6182, o modelista terá 50 soldados alemães, 2 Tigres E, 54 soldados soviéticos, 1 T-34-85, 1 IS-2 Mod.44, 1 canhão ZiS-3, 1 celeiro e 2 casas.

  • Profil24

A Ferrari 250LM que correu em Le Mans, no ano de 1965 na 1/12 ganha duas versões, onde a variação fica por conta dos decalques: a P1205K representa o vencedor da prova(long nose, foto) e o P1206K, o segundo(short nose). Qualquer que seja a escolha, o kit é curbside, composto de resina, borracha e PEs.

  • Revell

O caça inglês SE5a 1/48 abre os trabalhos da fábrica de Bünde. O kit 03907 tem decalques para dois aparelhos que voaram na França em 1918. Nível 4, 104 peças.

Com decalques para também 2 aparelhos, o Sopwith Camel F.1 1/48 é o kit 03906, nível 4, com 76 peças.

O Vought F4U-1B nas cores da Royal Navy é o kit 03917 na 1/72. Composto de 61 peças, o pequeno caça vem com a opção de decalque para um aparelho inglês. Além dos tanques sub-alares, o canopy pode ser montado aberto ou fechado.

Celebrando os 35 anos do VW Golf GTi Mk.1, a Revell lança o kit 05694, composto de  118 peças, que reproduzem interior e todo o conjunto motopropulsor do hot hatch alemão. Nível 4, ele traz decalques para 10 países distintos, pincéis, cola e tintas.

Com decalques para 11 países distintos, o Shelby Series 1(07039) é composto por 116 peças que permitem montar o interior e a motorização desse belo esportivo. Nível 4, 1/24.

O MiG-21SMT foi a primeira versão do Fishbed a receber a nova espinha dorsal para os aviônicos e o novo tanque de combustível expandido. Com uma carga sub-alar bem variada oferecida, o kit 03915 é 1/48, vem com decalques para aparelhos soviéticos e é nível 5.

Desconhecido da maioria, os alemães tinham um projeto de disco voador, até hoje, um dos mais interessantes, enigmáticos e controversos programas de armas da IIGM. Projetado para voar a até 6000km/h, o kit do Haunebu II na 1/72(03903) foi feito com as plantas originais, composto por 69 peças e com duas opções de decalques.

Com opções de representar duas viaturas, o kit 03263 vem com 79 peças para representar o Sd.Kfz.7 de final de produção(a partir de 1944). Ele pode ser montado com ou sem as lonas de proteção dos tripulantes e da caçamba.

A primeira classe de super porta-aviões da USN foi a Forrestal, composta pelo navio homônimo, o Saratoga, Ranger e o Independence volta à oferta com o kit 05156 na 1/542(a mesma que foi vendida por um tempo com a marca Revell-Estrela no Brasil). São 203 peças e aeronaves que incluem o F/A-18, F-14, S-3, SH-3, A-6 e EA-6.

  • Brengun/Hauler

O que não faltam são kits de aeronaves japonesas na 1/48. Mas se quiser fazer um diorama, não há muitas opções de objetos para enriquecer o cenário. Para mudar isso, que tal esse extinto de incêndio de aeródromo usado pelos nipônicos. Item BRS48007.

O míssil balístico A4/V-2 na 1/144 em resina, PEs e com a base de lançamento inclusa é o kit BRS144035.

Com a vitória dos Aliados sobre o Eixo, muitos materiais foram pegos da Alemanha e Japão, sofrendo engenharia reversa e sendo postos para uso por sues novos donos. A bomba V-1 por exemplo, passou a ser adaptada e usada pelos soviéticos como drone descartável para testes de sistemas antiaéreos. Kit em resina, vindo com decalques e a carreta de transporte representa o Chelomey 16KhA(nome pelo qual essa variante soviética da V-1 era conhecida). Kit BRP48003.

O combo Komet “War Prizes”(1/144, BRP144009) traz 2 kits completos do Messerschmitt Me-163B Komet com decalques para a RAF, VVS e Luftwaffe.

O avião acrobático Zlin Z-50 1/72 vem com opções de decalques para 6 aparelhos civis e é o kit BRP72030.

O avião suicida Yosokuka MXY-7 possuía uma versão de treinamento, chamada de MXY7-K1 que é reproduzida na 1/72, em plástico, resina e PEs, pelo kit BRP72029 com opções de representar até 3 aparelhos diferentes.

Logística sempre foi um dos mais importantes aspectos de qualquer operação militar. Desde caminhões até carroças, os exércitos precisam se manter abastecidos. Para terrenos frios, os alemães recorriam a trenós de carga puxados a cavalo do tipo HS-3 “Schlitten” para até meia tonelada, que são reproduzidos pelo kit HLM35004 na 1/35, sendo ideais para cenas ambientadas na URSS, Noruega ou mesmo nos dias finais da Alemanha, no inverno de 1944/5. O kit é de resina e PEs.

Os japoneses contavam com estruturas defensivas curiosas, como as casamatas feitas com chapas de aço anguladas e parafusadas entre si. Kit em resina e PE, código HLS48018, 1/48.

Que os alemães tinham um setor de pesquisa e desenvolvimento impressionantes na IIGM, poucos duvidam. O míssil terra-ar Rheinmetall F-55 é exemplo disso: montado sobre um reparo de canhão de 88mm, o míssil teria alcance de 10km, velocidade de 1260km/h e uma ogiva de 100kg! Esse interessantíssimo dispositivo que foi construído, mas cujo desenvolvimento não amadureceu o suficiente devido ao fim do conflito, ganhou uma réplica na 1/72 em resina e PEs(HLP72025).

Para lançar um míssil terra-ar é preciso detectar o alvo e, para isso, os alemães contavam com estações terrestres do tipo FuSE-65 WÜRZBURG-RIESE. O kit HLP72024 traz a antena(com intrincado detalhamento em photo-etcheds), a base concretada e a estação de processamento dos sinais em resina na escala 1/72.

  • Eduard

A Eduard traz mais um Avia B.534 Serie I 1/72 da série Weekend(7446) com decalques para um avião tchecoslovaco ou um avião alemão.

O super combo Afrika traz dois Me-109F/G2 , decalques Cartograf, máscaras de pintura, PEs, e decalques para múltiplos aparelhos dos JG51/53/27/77(totalizando 12 aviões possíveis). Kit 11116, 1/48.

Mali, Alemanha, Tchecoslováquia, Polônia e Romênia… Todos esses países podem ter seus MiGs representados pelo kit 70141 que é um Profipack trazendo um MiG-21MF com photo-etcheds, máscaras e decalques Cartograf. AS superfícies de controle são destacadas e á sortimento de cargas, incluindo mísseis ar-ar K-13, R-60 e K-5, além de tanques e, aparentemente, até foguetes SPDR-99 para decolagens mais curtas!

O Albatros D.V Profipack D.V(8113) vem com decalques para representar aparelhos dos Jastas 5/15/26/23b/46. Photo-etcheds e máscaras de pintura também estão inclusas no kit!

  • IBG

Começamos os trabalhos com o treinador polonês RWD-8, com decalques para forças estrangeiras, como a Hungria e Romênia. Item725041/72.

Para a defesa do Japão, o Exército Imperial nunca possuiu blindados suficientemente bons para encarar as versões mais comuns do M4 Sherman(ao contrário do que se via na Alemanha). Por isso, novos tipos passaram a ser pesquisados e desenvolvidos como o Tipo 3 Chi Nu, que era uma solução tampão enquanto o tanque Tipo 4 Chi To não era posto em produção. Feito com base no Tipo 1 Chi He(uma derivação anabolizada do Tipo 97 Chi Ha), ele era maior, mais bem blindado e com um canhão de 75mm Tipo 3. Ainda que nunca usado em combate, mais de uma centena deles estava ativa em 1945. O kit 72057, 1/72.

Fechando a IBG, temos o StuG III protótipo da série World at War na 1/72 como o kit WAW003.

  • RS Models

O Flettner volta à oferta da RS em duas versões: B0(92183) e B2(92184, foto). Cada um deles vem com decalques para 4 opções de marcações diferentes da Alemanha, EUA, Inglaterra e URSS. A diferença entre ambos é o cockpit aberto no B0 para um tripulante e cockpit fechado para 2 pessoas no B2.

  • Valom

Aumentando a linha do RB-45 Tornado, a versão C com as cores da RAF é o kit 72123 na 1/72.

O NA-145 Navion vem em 2 roupagens: o 72134 tem decalques para a USAF e USCG, enquanto o 72135 vem com marcações de ataque da USAF(“Shark mouth”, foto).

  • W-Models

O lançador móvel do míssil RS-24 passa a ser o maior kit em resina a ser posto à venda pela W Models como kit WB59 na 1/72. O monstruoso kit é em resina e vem com PEs para representar a versão mais moderna que atua no arsenal russo do Topol.

  • Ace

Mobilidade e poder de fogo são as chaves para blindados como o Centauro B1 da FIAT/Iveco italiana. Concebido como um veículo de apoio de fogo e caçador de tanques, é uma viatura veloz, difícil de ser detectada e muito bem armada com uma arma OTO-Melata de 105mm. O kit dessa viatura na 1/72 é o 72437. Decalques para 3 viaturas operando na Itália, Iraque ou Líbano.

  • Amodel

Duas novidades da Amodel: o SPAD SA.2 1/72 é o kit 7260-01 com as cores da aviação imperial russa.

O Dassault Falcon é um dos mais famosos jatos executivos de longo alcance do mundo e chega em dose dupla esse mês, na 1/72: a versão 50 com winglets(72307) e o 50 EX(foto, 72293).

  • Ark Models/Eastern Express

O T-14 Armata 1/35 da Trumpeter recebeu uma repaginação da Ark.

  • ICM

O Dornier Do-17Z foi pantografado da 1/48 na 1/72 como o modelo 72302 da variante Z-2 que vinha com o novíssimo radar Fafnir 323 P1.

O time de mecânicas na 1/24 com o Ford Model T formam o combo 24010.

O Junkers Ju-88A4 1/48 não é uma novidade, mas o “WWII Axis Bomber” parece trazer decalques de países do Eixo para quem não quiser se reter sempre à Luftwaffe. Kit 48237.

Mais um combo, mas dessa vez na área militar é o carro blindado Panhard P204(f) capturado pela Wehrmacht com tripulação na 1/35. Item 35382.

  • Mikromir

Os ucranianos da Mikromir lançaram o treinador inglês Hunting Provost T.Mk1 na 1/48(48014).

  • Miniart

O StuG III foi o blindado mais produzido pelo Terceiro Reich e, por isso, é facilmente encontrado no catálogo de todos os principais fabricantes de kits do mundo. Mesmo assim é possível inovar numa área aparentemente saturada: a Miniart lança o protótipo do Sturmgeschtuz, a versão 0 na 1/35(35210). O kit traz lagartas peça-a-peça, escotilhas móveis e decalques para 3 viaturas diferentes.

O set 35383 traz 6 membros da Panzertruppen, pistolas Luger, submetralhadoras MP-40, baionetas, porta-mapas, coldres e muito mais. Ideais para veículos como os Pz.III e IV.

O conjunto de utensílios domésticos europeus é o item 35584. Em plástico e PEs, há pratos, chaleiras, bules, panelas, mesa, cadeira e banqueta. Essenciais para dioramas!

  • Modelsvit

O protótipo de interceptador E-152-1 na 1/72 é o modelo 72306. Contemporâneo do MiG-21, seria uma aeronave mais pesada e com maior capacidade em relação ao Fishbed.

  • Roden

Criado inicialmente como trator para a agricultura, a IGM tornou patente a necessidade de se dirpor de um meio mais eficiente para o reboque de cargas pesadas como peças de artilharia(que eram tracionadas por cavalos). Testando informalmente o Holt 75, os ingleses viram que ele era capaz de transpor terrenos difíceis muito melhor que uma parelha de eqüinos e, mais ainda, podia rebocar peças pesadíssimas como os canhões de 9 polegadas, poupando os cavalos e tornando o deslocamento da artilharia muito mais veloz. Se sucesso foi tão grande que os ingleses o produziram sob licença e muitas outras unidades foram compradas pela França e pelo próprio US Army com sua entrada no conflito. O kit 812 é 1/35, vem apenas em plástico, com decalques para dois tratores norte-americanos e as lagartas são elo-a-elo.

O Cessna O-1 aparece com decalques para Tailândia, Japão e Vietnã do Sul com o kit 627 na 1/32. Como bônus, toda a motorização é extensamente detalhada e as superfícies de controle são destacadas.

  • Zebrano/PST

A picape GAZ-4 era uma cruza da carroceria do caminhão GAZ AA sobre o chassi do carro de passeio GAZ A. O modelo 72033 vem em plástico, resina, tem as janelas em chapa de acetato e pode ser armado na caçamba com um reparo quádruplo de metralhadoras Maxim. Escala 1/72.

Embora os canhões anti-aéreos mais famosos sejam os alemães, os próprios experten da Luftwaffe reconheceram que nunca tinham passado tanto aperto com artilharia terra-ar quanto quando atacaram Moscou. Com armas de diversos calibres, fechando múltiplas camadas de cobertura, os soviéticos dependiam de uma grande conjunção de armas, dentre as quais estavam os canhões 72-K de 25mm(72118). O kit traz peças em plástico e o modelista pode acrescentar um escudo em photo-etched para reproduzir a proteção que passou a ser adotada nos modelo pós-43 de produção dessa arma.

  • Zvezda

O kit 7316 traz o treinador Yakovlev Yak-130 em cores comemorativas, composto por 91 peças, na 1/72.

O T-34/85 Mod.1944 na escala 1/35 é composto de 296 peças(código 3687).


Gostou da leitura? Dê uma passada na Loja da Usina dos Kits, confira dezenas de produtos para a prática do plastimodelismo e adquira já o seu!


Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,


About the Author

Engenheiro de computação formado na UFES e com diversos cursos na área de redes e tráfego de dados, absolutamente louco por carros, aviões, trens, tanques, caminhões, história e estratégia. É o braço técnico da UdK.



Back to Top ↑