Kits

Published on novembro 9th, 2018 | by ES1

0

Novidades Europa(Novembro, 2018)

Novidades para esse mês? A Europa provê às dezenas! Como sempre, você se inteira do dos lançamentos no mundo do plastimodelismo aqui na Usina dos Kits. Duas marcas novas estão sendo cobertas e temos 123 kits para lhe mostrar aqui, amigo modelista! 

  • Belkits

O Opel Ascona 400 chegou em dose dupla na 1/24: o BEL019(foto) é a versão que correu em 1981 no Rali de Monte Carlo e o BEL020 correu na mesma prova, mas no ano seguinte. O photo-etched é incluso em ambos, bem como peças especiais para corridas à noite.

  • Italeri

Após o lançamento do Coliseu, a Italeri prossegue na pegada histórica do período romano com o conjunto de figuras com animais(cavalos e leões), além de peças para montagem de bigas e um pequeno pódio. Item 6062, 1/72.

O temporizador do Leonardo Da Vinci era um sistema que usava energia cinética e variações de centro de massa para mensurar de maneira precisa a passagem de tempo. O modelo 3113 é nível 1.

Outra invenção muito interessante trazida à vida, direto das anotações do projetista, é o guindaste. Com mecanismo funcional, o modelo 3112 tem uma caixa de redução que pode inverter o sentido de funcionamento da ferramenta para içar ou baixar a carga. Nível 1.

Mais um conjunto de figuras(dessa vez bem mais moderno) é o que representa a Operação Silver Bayonet, que foi levada à cabo pelo US Army durante a Guerra do Vietnã. O set 6184 compreeente 1 UH-1C, 1 M48, 1 M113, 4 estruturas em MDF(2 casas, 1 torre de observação e 1 barraca) e 100 figuras (50 pra cada lado). A referida operação foi lançada na região do vale Ia Drang, quando os americanos e sul-vietnamitas tentaram um ataque contra posições vietcongues. Escala, 1/72.

O T-34/85 1/35 com interior é o kit 6545. Além de ter todo o compartimento de combate e motorização detalhados, há 2 tipos de lagartas alternativos(plástico e borracha), decalques para 3 veículos soviéticos e um polonês, além de PEs e cabo de reboque metálico.

O set “Top Gun” contém um Grumman F-14A Tomcat e um Douglas A-4F Skyhawk(decalques para os aviões do filme). Ambos 1/72, nível 3, item 1422.

Também na 1/72, fechando as novidades aéreas está o Northrop F-5E Tiger II da Luftwaffe da Suíça(1420). São 3 versões de decalque(2 comemorativas).

O caminhão Iveco Turbostar 6×4 1/24 vem com carroceria e coberta de lona como kit 3939. A versão 190-42 ainda vem com elevador traseiro para facilitar carga/descarga. Decalques para 12 países diferentes e decoração de carroceria para duas versões.

O hatch Renault 5 Alpine foi a primeira versão esportiva do pequeno francês. Com um motor de 4 cilindros, 94cv e freios a disco na frente(tambor atrás), o carro entrou no gosto popular e ganha um kit 1/24, 3651, nível 3.

Outro carro europeu compacto e muito procurado pelos pilotos mais esportivos, foi o FIAT 131 que aparece em escala na versão Abarth Rally. Item 3662, 1/24, Nível 3.

  • Profil24

O Porco Rosa está de volta, com uma leve repaginação: o 911RSR é o modelo P24112K em resina com uma opção de decalque apenas(Le Mans, 2018).

  • Revell

Novidades para que te quero: o Mirage IIIE/RD/O 1/32 é o kit 03919. O modelo pode carregar 2 pares de tanques sub-alares(alternativos), um míssil R-530, um par de casulos lança-foguetes JL-100 e mísseis Matra 550. Decalques para um aparelho australiano ou 2 franceses.

Um dos melhores caças dos aliados, o Yakovlev Yak-3 surgiu ao final da IIGM e roubou da Luftwaffe a liderança qualitativa que seus aparelhos tinham na Frente Oriental(até a entrada do Me-262). O kit 03894 é 1/72 e vem com piloto e decalques para um aparelho da VVS.

Antagonizando a aviação aliada, o Messerschmitt Me-109 esteve presente do primeiro até o último dia do conflito e a versão F2 é reproduzida na 1/72 como o kit 03893(nível 3, 42 peças). Assim como o Yak, há decalques para um aparelho apenas e acompanha a figura de um piloto.

Criado já no contexto da Guerra Fria, mas claramente ainda com um pé nos projetos da IIGM, o Jagdpanzer Kanonen(BeobPz) em sua versão de veículos de observação na 1/35, com 195 peças e nível 4. Lagartas de vinil acompanham o kit, assim como decalques para 4 veículos diferentes.

Não, não é um novo kit do Armata: trata-se do T-14 da Zvezda re-embalado pelos alemães na 1/35 com as mesmas 410 peças. Nível 5, 03274.

O centenário do lançamento ao mar do HMS Hood é comemorado com o lançamento da belonave  em escala 1/720. O kit 05693 vem com pôster, pincel e tintas em meio às 209 peças. O casco pode ser montado full ou water line.

O submersível  Typ IIb alemão usado para treinamento e patrulhas costeiras aparece na 1/144 como modelo 05155, de nível 4, 55 peças e decalques para o U-20, que operou em 1943.

O conjunto comemorativo da empresa de navegação norueguesa Hurtigruten, em alusão aos seus 125 anos, traz uma reprodução dos navios Trollfjord e Midnatsol na escala 1/1200. Além dos navios, o set 05692 vem com pincel, tintas e um poster.

O icônico RMS Titanic em escala 1/600 é o kit 05498 com 156 peças e nível 2.

  • AZ Model

O Supermarine Attacker 1/72 da Az traz decalques para a Royal Navy(x2) e para o Paquistão(x1). Há um cockpit em resina e as asas são interiças. Item AZ7599.

O Me-109 1/72 aparece em dose tripla esse mês: o F4B JaBo(AZ7602, 3 opções de decalque), o K6(AZ7600, 3 opções de aparelhos) e o K14(foto, AZ7601, decalques para aparelhos de 3 ases da Luftwaffe). Cada aparelho traz alguns extras, dependendo da versão escolhida, como: tanques subventrais alternativos, bombas, pods para armas extras ou hélices e capotas alternativas para o motor.

  • Brengun/Hauler

Não é fácil ver um ultra-leve ser ofertado em qualquer escala. Ainda mais um tão insólito quanto o Rutan Quickie, idealizado para ser vendido inteiro ou em kits para a montagem em casa(ou hangar). A Rutan nasceu na década de ’70 e existe ainda hoje, ainda que tenha mudado de nome(para Scaled Composites) e seja parte da Northrop-Grumman. Quando surgiu em 1978, o Quickie causou estranheza, mas logo provou ser um sucesso, com mais de 1000 aeronaves vendidas. O modelo de resina da Brengun é 1/72 e tem código BRS72008.

O drone MQ-8B Fire Scout na 1/72 é o kit BRS72009, composto de peças em resina e PEs.

O Yokosuka Ohka MXY7-K1 KAI é a versão biplace do avião-foguete suicida japonês com peças em plástico e PEs. Item BRP72032.

Pensada para ser a variante a seu usada no porta-aviões Graf Zeppelin, o Me-109T2 recebe uma versão 1/72 com 4 opções de decalques para a Luftwaffe, de aparelhos que voaram majoritariamente na Noruega e Alemanha entre 1941 e 1944. Kit BRP72033 vem com peças em resina e plástico.

Pros fãs de militaria, a Hauler vem com o obuseiro de 420mm tcheco Skoda M17 na 1/72(HLP72028). Usado pelos alemães em várias ocasiões, fora renomeado M.17(t) pelos teutônicos.

O Standard Beaverette era um carro leve blindado britânico criado logo após a catástrofe de 1940, para re-equipar minimamente o Royal Army que perdera parte de seu material nas praias de Dunquerque. A Hauler apresenta a versão Mk.III na 1/72, armada com um reparo duplo de metralhadoras Vickers como kit em resina HLP72029.

Numa escala ainda mais diminuta(1/144), a Brengun oferta o Horten Ho-229 Nachtjäger(BRP144010) com duas opções de decalques e direito a Photoetcheds!

Com 4 opções de decalques(3 EUA e 1 URSS), o Bell P-39 Airacobra nas variantes D/F/K é o kit BRP144011 com escala 1/144.

  • Eduard

O Profipack do Focke-Wulf FW-190A2 na escala 1/48 é o kit 82146. Com 5 opções de decalque para a Luftwaffe(aviões sediados na França, Holanda e Bélgica em 1942), o kit ainda vem com peças em resina, máscaras e PEs.

De novo o Petlyakov Pe-2 Peshka volta a ser ofertado na 1/48. O rebox do modelo da Zvezda tem decalques da Begemot, PEs e peças em resina. Os decalques, por sua vez, permitem o modelista representar 5 aparelhos das séries finais de produção(4 da VVS e 1 da VMF). Código 11112.

O Liberator GR.Mk.VI/VIII na 1/72 é posto à venda com o nome Riders in the Sky 1945. Trata-se de um kit Hasegawa com alguns melhoramentos da Eduard, como decalques Cartograf(13 opções), PEs, máscaras de pintura e um livreto especial. Item 2123.

Mais simples é o Avia B.534 II.Serie 1/72. Com decalques para dois aparelhos tchecoslovacos voados entre ’37 e ’38, trata-se do kit 7448.

  • IBG

O CMP FAT-4(Filed Artillery Tractor 4-wheel drive) 1/35 é o kit 35044. Trata-se de um design padronizado do Exército Real Canadense(CMP: Canadian Military Pattern) produzido por Ford e Chevrolet à época e usado para reboque de peças como o obuseiro QF 25 libras ou o canhão antitanque QF 17 libras.

Conforme já falado, o modelo CMP tratava-se de um modelo padronizado, ou seja, podia ser adaptado para múltiplas tarefas como o transporte de material. A versão C60L produzida pela Chevrolet para o Canadá vinha com caçamba aberta e cobertura de lona. O kit 1/35 desse modelo é o 35042.

O bombardeiro médio polonês PZL 38 Lós na 1/72 aparece em duas versões: B I(foto, 72514) e A(72511).

  • RS Models

O biplano de treinamento Praga E141/241(94004) é uma edição limitada na 1/72, vindo com peças em resina pros amantes dos aviões diferentes do entre-guerras. Decalques para 2 aparelhos.

Também em edição limitada,  aparece o britânico Airspeed Envoy(94005) nas cores eslovacas(2 opções de decalques inclusas) em escala 1/72.

  • Special Hobby

O Curtiss P-40K1/5 1/72 é o kit SH72379. Os decalques são para aparelhos americanos e soviéticos. Reza a lenda do marketing, que é o melhor P-40 na escala.

Na escala 1/32, temos a Fiesler Fi-103, também conhecida como V-1. O kit SH32071 vem com 3 opções de finalização e PEs.

Por fim, a volta do Saab Viggen AJ37, que traz uma árvore inteiramente nova para fins de correção, mas que também traz peças inéditas! O kit SH48148(como podem desconfiar) é 1/48 e traz decalques para 3 aviões suecos.

  • Ace

O APC israelense Nagmachon na 1/72 é o kit 72446. O modelo traz lagartas de borracha, PEs e decalques para duas viaturas israelenses

  • Dora Wings(Novo)

O Bell P-63 KingCobra não chega a ser uma novidade na 1/48, mas a versão biposta de treinamento é(48003, foto). Já o Kit 48004 traz a versão convencional de combate do Bell P-63E da USAAF.

A variante de corridas pós-guerra do P-63C é o kit 48007 na escala 1/48.

Saindo dos Bells, é hora dos Messers com o Me-109A/B 1/48(48009).

Um dos melhores caças franceses dos anos ’40 foi o Dewoitine D.520. O que poucos conhecem é a versão que precedeu esse aparelho, o D.510, com cockpit aberto e pernas fixas dos trens de pouso(ambas características seriam perdidas, mas o desenho geral permaneceria o mesmo). Kit 1/48, 48001.

O Granville Brothers Gee Bee Racer Sportster é uma aeronave absolutamente inconfundível e ganha 3 leituras na 1/48: a R1(48002), a R2(48001) e a ficcional Bee Killer(48010, foto).

Caso prefira algo menos inusitado(e menor), o Kingcobra na 1/144 vem com decalques para França e URSS como kit 14401.

Se um P-63 1/72 é a sua vontade, a Dora traz duas variantes: a mono(foto, 72005) e a biplace(72006).

Realmente diferente é ver um Bell P-63A em cores de corrida na 1/72(72010).

O CH-300 Peacemaker da Bellanca era uma aeronave para longas distâncias, sendo usado para quebrar múltiplos recordes. Um deles foi tentado em 1933 quando os pilotos  Steponas Darius e Stasys Girėnas decolaram de Nova Iorque e voariam até a Lituânia(terra natal da tripulação). Quando chegaram na Polônia, infelizmente, seu aparelho sofreu um acidente na floresta de Pszczelnik. Esse aparelho teria uma réplica 1/1 sendo exposta em museus daquela nação báltica. E agora pode ser adquirida na 1/72 como modelo 72001.

O monoplano Percival Vega Gull aparece na 1/72 como kit 72004(versão militar da RAF, foto) ou 72002(operadores civis).

Outro Percival, dessa vez o Proctor Mk.I, é representado na 1/72 como modelo 72003 com decalques militares da Tchecoslováquia.

O Messerschmitt Me-109A/B é o kit 72011.

  • First to Fight(Novo)

Os poloneses da Wrzesień 1939 entram em nosso radar a partir desse mês e com grande estilo. Essa fabricante polonesa produz militarias polaco-germânicas na 1/72 e é focada no Teatro de Operações da Polônia na IIGM(por isso que a marca de chama “Setembro de 1939” em tradução direta para o português). Internacionalmente conhecida como First to Fight(bem mais mercadológico), chegou a hora de falar dos modelos dela, que jogou, de uma tacada só, 52 kits no ar. Começando pelo começo, temos o Pz.Kpfw I Ausf.A(foto, 002), o Ausf.B(008) e o Pz.Bef.Wg.I/Sd.Kfz.265(004).

Os tanquetes TK aparecem na forma do conhecido TKS, tanto armado com canhão de 20mm(001, foto), quanto com uma metralhadora Hotchkiss(015) e como o TK3(baseado no Vickers-Armstrong Carden-Loyd e armado com uma metralhadora Hotchkiss, kit 005).

O trator leve todo-o-terreno C2P 1/72 é o kit 003.

O carro leve blindado Adler vem em duas versões, a Kfz.13(versão com metralhadora de apoio, 006) e Kfz.14(versão de comando, 024, foto).

O carro blindado WZ.34 chega em suas duas variantes que viram combate na campanha de 1939: o lote inicial I(007) e o lote final de produção II(009, foto). O WZ.34 era uma mistura do Citroën Kegresse com o FIAT 614 severamente adaptado pelos militares poloneses para a missão de escolta e reconhecimento armado, lembrando em forma e função, os BA-20/64 soviéticos.

O tanque leve 7TP 1/72 é o kit 026(torre simples, foto). Mas também pode ser comprado com peças para reproduzir a versão de torre dupla(032).

Os tanques Vickers, assim como os FT-17, foram extensamente usados por vários exércitos para desenvolver suas armas blindadas de cavalaria. Os poloneses usavam 2 versões desse tanque, a com torres duplas(028, foto) e com torre simples(029).

O Pz.Kpfw.II 1/72 tem duas versões sendo postas à venda, o Ausf.C(010) e o Ausf.D(foto, 012) na 1/72.

O Renault FT-17 foi um dos designs de maior impacto na primeira geração de blindados, sendo exportado e fabricado sob licenças por países como Japão e URSS, sendo usado por outras forças em seus arsenais, como o Brasil e a Polônia. Os últimos operaram 2 modelos do carro francês: com uma metralhadora(013, foto) e com arma de 37mm(021).

Agora a IBG ganha a concorrência da FTF com o Pz.Kpfw. III Ausf.E 1/72(014).

Com a anexação da Tchecoslováquia tempos antes, os alemães engordaram suas divisões panzer com o vz.35 e vz.38, renomeados Pz.Kpfw.35(t) e 38(t). Esse primeiro aparece em duas versões para competir com a S-Model e Attack Hobby: a versão convencional é o kit 038, enquanto a versão de comando Pz.Bef.Wg.35(t) é o kit039(foto).

O caminhão FIAT 621 serviu as forças polonesas e aparece armado com uma metralhadora CKM na caçamba(foto, 017, 1/72).

Para cargas mais pesadas, o caminhão tcheco Praga RV assumia quando o 621 não desse conta. Os poloneses recriam duas versões desse caminhão 6×4: convencional(030) e transporte de pessoal(034, foto).

O trator de artilharia meia-lagarta C4P vem como kit 042(trator comum, foto) ou 044(trator com caçamba curta).

O Krupp Protze vem nas versões operadas pelos alemães(051) e poloneses(050, foto).

O Hanomag também ganha múltiplas versões na 1/72: Sd.Kfz.251/4(acompanha uma figura, 053, foto), 251/6(posto de comando, 043) e 251/1 Ausf.A(040).

Os alemães recorriam ao Sd.Kfz.11 para o transporte e reboque de cargas em áreas onde não houvesse risco de presença inimiga severa e esse meia-lagarta(no qual o 251 se baseou) é o kit 041(1/72).

Em termos de artilharia, não podemos reclamar de falta de opções: a PAK36 vem num combo com 2 armas e 6 operadores como kit 022.

O IG18 alemão de 75mm aparece como kit 031(foto) ou como kit(046). Em ambos casos, há operadores acompanhando(3 figuras em cada kit).

Extensamente usado pelos alemães em todos os teatros de operação até 1945, a Flak30 de 20mm vem com duas armas completas no set 035.

A infantaria alemã é reproduzida por 3 conjuntos: 026, com as tropas de linha de frente(24 figuras no total)…

…os times antitanque alemães(018 com 21 figuras e 3 morteiros).

E temos o conjunto de infantaria de suporte(020, 3 metralhadoras, 3 morteiros e 15 figuras).

Em sua artilharia, os poloneses contavam com antiquados canhões Schneider WZ.1897 de 75mm, como os dos set 033(canhão original, foto) ou 045(carreta modernizada) que trazem duas dessas armas completas em cada.

O conjunto de infantaria polonesa de suporte na 1/72 traz 15 figuras, 3 metralhadoras embasadas e 3 morteiros. Set 027.

Já a infantaria de combate propriamente dita é o conjunto 019, trazendo 24 figuras.

Os times antitanque da Polônia vem na caixa do conjunto 023, contabilizando 18 figuras.

Um dos modelos mais icônicos de artilharia usada pelos alemães na IIGM foi o leFH18 de 105mm(037).

Usada por diversos países, a arma anti-aérea Bofors de 40mm(036) podia ser usada contra alvos no solo também. Escala 1/72.

Obus 100mm WZ.14/19 polonês é 1/72, sendo encontrado como os kits 052 ou 049.

O set de artilheiros poloneses na 1/72 vem com 16 figuras(055).

Os carros de reconhecimento blindado alemães 1/72 aparecem em 3 versões: Sd.Kfz.223(054, vem com uma figura, foto), 221(048) e 222(047).

  • ICM

O Ford T 1912 Commercial Roadster 1/24 é o kit 24016.

O bombardeiro alemão Dornier Do-17Z2 1/72 em uso pela Ilmavoimat na Guerra de Continuação(1941-5) é o kit 72038.

O kit 32003 traz em seu interior as peças para a reprodução do Polikarpov I-16 Tipo29(variante de ataque ao solo, armada organicamente apenas com duas metralhadoras ShKAS e uma UBT ao redor da capota do motor). Sob as asas, essa versão costumava ser equipadas com foguetes RS-82, RS-132, bombas FAB-100 ou tanques sub-alares descartáveis. Kit 32003.

O set de figuras de infantaria francesa da IGM na 1/35 vem com 3 soldados e um motorista civil(35705).

De diferente, a versão H16 do venerável Heinkel He-111 trazia um upgrade nos motores e armamentos defensivos(substituindo algumas metralhadoras por canhões MG FF e por armas mais modernas, como as MG81Z e MG131), ganhando uma versão 1/48 agora pelas mãos dos ucranianos. Kit 48263.

  • Zvezda

O Su-27UB é a versão de treinamento do Flanker de primeira geração. Mais que isso, serviu de base para o desenvolvimento de versões posteriores multifuncionais bipostas, como o Su-30. Ao contrário de muitos modelos de treinamento, a capacidade de combate dessa aeronave foi muito pouco afetada pela adição de um segundo piloto, em relação à aeronave original. O kit 7294 é composto de 178 peças, decalques para reproduzir 4 aparelhos, tanto da VVS/VKS, quanto da VMF russas. Ainda vem com escadas de acesso para os pilotos.

Intimidadores por suas dimensões, os tanques multi-torre foram um conceito comum na maioria dos exércitos após a IGM até o início da IIGM, quando se viu que esses massivos modelos, na prática, eram de pouca vantagem tática, com o custo mais alto e sua mais complexa fabricação. Um dos muitos modelos que surgiram nessa época foi o T-35 soviético. Um ícone da então jovem URSS, os T-35 impressionavam pelo tamanho, mas não causaram grande impacto na guerra que viria em 1941, sendo praticamente todos perdidos por ação inimiga ou quebras. O kit 5061 é 1/72 e uma bem vinda adição pros fãs de militarias mais diferentes, sendo composto de 237 peças e, creia ou não, é snap!

A infantaria grega que lutava entre os Séculos V e VI antes de Cristo pode ser representada pelo conjunto de figuras 8005 na 1/72 composta por 45 unidades(incluindo flautista, hoplitas, arqueiros, atiradores e um oficial de estratégia).


Gostou da leitura? Dê uma passada na Loja da Usina dos Kits, confira dezenas de produtos para a prática do plastimodelismo e adquira já o seu!


Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,


About the Author

Engenheiro de computação formado na UFES e com diversos cursos na área de redes e tráfego de dados, absolutamente louco por carros, aviões, trens, tanques, caminhões, história e estratégia. É o braço técnico da UdK.



Back to Top ↑