Ferramentas hobbico

Published on abril 23rd, 2018 | by ES1

1

O futuro da Revell em mãos alemãs e o fim da Hobbico

Esse é um texto publicado pela Scale Auto Mag e nós fizemos sua tradução, bem como algumas atualizações e pesquisas extras para atualizá-lo.

Os bens da Revell foram adquiridos por um grupo de investimentos alemão

A falência da Hobbico americana levou à fabricante Revell a ser arrematada por um grupo de investimentos alemão que é conhecido documentalmente como Blitz 18-313, baseado em Munique. Não só a Hobbico USA foi arrematada, como também a Hobbico Germany foi incluída no negócio.

A venda foi aprovada pela Corte de Falências dos EUA na sexta-feira(13 de abril). O preço de venda divulgado foi de 3,9 milhões de dólares com diversas obrigações extras que poderiam causar variações no valor final e que não foram divulgadas para o público. A Hobbico de Illinois, havia adquirido os direitos sobre a Revell até que faliu e, por conseguinte, precisou abrir mão de sua posse.

Até o momento, isso é tudo o que se sabe sobre a venda em si, dado que o Grupo Blitz não fez nenhum pronunciamento, bem como só se tem silêncio da Corte de Falências e de fontes da indústria:
1. Todas as operações nos EUA foram encerradas no dia 13 de abril. Os escritórios foram fechados e houve 15 demissões em conseqüência;

2. A Revell AG continuará a operar sob a tutela da Blitz. Não haverá modificações em sua estrutura. Segundo algumas fontes internas, os funcionários da Revell só souberam das alterações na própria sexta(13) e não há mais detalhes sobre isso;

3. Segundo estimativas, kits em desenvolvimento serão finalizados e postos à venda(incluindo o novo Ford GT), mas que serão embalados nas cores da Revell AG;

4. Com a finalização da produção dos produtos Revell nos EUA, eles precisarão ser importados para aquele país e ainda não há nenhuma empresa que tenha se prontificado a representar a Revell alemã. Como isso não é uma prioridade imediata para os membros do Blitz(que querem organizar as operações para reduzir ao máximo o tempo de retorno sobre o investimento), espera-se que seja feito um anúncio em breve, afinal os EUA são um mercado vital para qualquer exportador. Além disso, todo o conteúdo constante no inventário repassado à Corte de Falências referente aos itens presentes no armazém da Hobbico em Champaing, Illinois devem desocupar o mesmo em até 30 dias úteis(o que daria 25 de maio);

5. A venda, segundo documentação da Corte de Falências inclui todos os moldes e feramentais da Revell EUA, que devem ser remetidos para a Alemanha;

6. Além dos bens tangíveis(kits, moldes e ferramentas), também inclui os intangíveis, como as suas marcas registradas  Snap Tite/Snaptite, Junior Kit, Bad Medicine, Renwal, RM Kustom, California Wheels, Monogram, Pro Modeler, Revell Monogram, Red Baron, Ice T e outras; e

7. Além da Blitz, só outro grupo se interessou em arrematar a massa falida da Hobbico. Com a saída de cena da Hobbico, os EUA ficam carentes não só da Revell-Monogram e Revell AG, mas também passam a não ter nenhum representante/importador das marcas Hasegawa e Italeri em seu mercado.

O Grupo Blitz 18-313 Gmbh tem o desafio de melhorar a qualidade dos kits Monogram e, principalmente do pós-venda que muitos modelistas americanos têm recorrido para reclamações sobre peças faltantes ou mal-feitas.

Esse texto foi originalmente feito pela Finescale Modeler e Scale Auto Mag(ambas do grupo Kalmbach) e pode ser lido aqui. Dados sobre a Blitz 18-313 Investment Group Gmbh podem ser encontrados aqui.


Gostou da leitura? Dê uma passada na Loja da Usina dos Kits, confira dezenas de produtos para a prática do plastimodelismo e adquira já o seu!


Tags: , , , ,


About the Author

Engenheiro de computação formado na UFES e com diversos cursos na área de redes e tráfego de dados, absolutamente louco por carros, aviões, trens, tanques, caminhões, história e estratégia. É o braço técnico da UdK.



Back to Top ↑