Técnicas weathering

Published on junho 15th, 2017 | by ES1

0

Weathering e detalhamento – O básico

Recapitulando…

Em nosso primeiro post sobre o assunto, falou-se sobre a miríade de opções de produtos e marcas que têm sido disponibilizados no mercado nacional para que o nível do modelismo alcance resultados inteiramente novos em termos de resultado e de experiência do entusiasta. Também foi dito sobre a importância das fotos de referências para prover informações mais precisas(às vezes até contradizendo os manuais de instrução) sobre a pintura e o weathering/envelhecimento.

Também comentou-se sobre a abstração de camadas, na qual o envelhecimento do modelo é montado aos poucos (em vez de ser feito de uma tacada só). Por fim, mencionou-se a importância que o verniz tem e como uma camada envernizada por ajudar, ou arruinar o processo de envelhecimento.

Agora, resta apenas uma dúvida: qual tipo de verniz deve preceder cada tipo de desgaste?

Restava!

Decalcamento

O decalque nada mais é que uma imagem impressa num filme que está, a priori, fixado num papel. Ao ser umedecido, a água “corta” a adesão filme-papel, possibilitando o decalque ser deslocado e posicionado enquanto houver um filete de água sob o mesmo. Uma vez em posição, basta drenar a água para o decalque conformar na superfície.

O assentamento dos decalques é fundamental para o realismo dos modelos

Qual verniz usar? Todos já ouviram falar do fenômeno chamado silvering, que é uma espécie de esbranquiçamento do decalque uma vez posto e seco. Na verdade, esse efeito é causado pela não conformação total do filme com a superfície, em função da rugosidade da última. Para evitar isso e facilitar o trabalho de ajuste do decalque, verniz brilhante antes de decalcar!

Wash/Lavada

Fundo de um F-5 Aggressor da USN com os detalhes “acesos” pelo wash. Tais detalhes passariam despercebidos do contrário.

Em kits, é muito comum que queiramos acender detalhes que a pintura deixa apagada, especialmente no que se refere aos relevos. Dessa forma, foi criado o wash, que é uma técnica que consiste em deixar uma tinta muito diluída “correr” ao longo dos relevos dos objetos. Com o contraste adequado, é possível dar maior realismo e sensação de profundidade.

Note a linha ao redor da porta e as aberturas de ventilação do motor: esses detalhes são facilmente replicáveis com o wash.

Qual verniz usar? Seja tinta guache, pigmento, tinta nanquim, Paneliners ou o que quer que use, para garantir a fluidez do wash, use verniz brilhante antes!

Pigmentos

Militarias e veículos são grandes usuários dos pigmentos.

Pigmentos precisam de adesão e uma superfície lisa demais não provê isso: na primeira passada de dedo, eles são removidos.

Pigmentos podem ser usados puros sobre a pintura ou misturados com verniz ou gesso para dar a impressão de acúmulo dos mesmos.

Qual verniz usar? Fosco. E procure usar um fixador em seguida pra garantir!

Filtros

Sempre falamos em riqueza de cores nas miniaturas, para evitar a monotonia visual. Entretanto, um modelo com cores extremamente vivas e chamativas também costuma ser indesejado(exceto no caso de veículos civis em sua maioria e aviões comerciais). Mas os filtros têm uma função além de remover o excesso de contraste nas miniaturas: eles também modificam a matiz(que é como a cor em si é apresentada a nossos olhos). Assim, podemos pegar uma pintura e dar um aspecto “quente” ou “frio” através de um simples filtro. Também é possível descolorir uma peça dessa forma. O filtro de pintura nada mais é que um pigmento altamente diluído, tendo pouca diferença em relação ao wash quimicamente falando. Na prática, o que difere ambos é a superfície sobre a qual será aplicado.

Note a suavização no contraste dos 3 tons da camuflagem desse Bergepanzer devido ao efeito dos elementos. Em muitas áreas até mesmo os contornos entre as cores já não são bem vistos.

Qual verniz usar? Fosco. Assim como o wash, o filtro é composto de pigmento muito diluído e se for posto sobre uma superfícies lisa, vai escorrer para valetas, recessos e cantos. Já com a superfície tratada com verniz fosco, o filtro vai se “agarrar” melhor onde cair.

No próximo post, teremos a última parte dessa série informativa. Aguarde, que valerá à pena!


Gostou da leitura? Dê uma passada na Loja da Usina dos Kits, confira dezenas de produtos para a prática do plastimodelismo e adquira já o seu!


Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,


About the Author

Engenheiro de computação formado na UFES e com diversos cursos na área de redes e tráfego de dados, absolutamente louco por carros, aviões, trens, tanques, caminhões, história e estratégia. É o braço técnico da UdK.



Back to Top ↑